Monthly Archives: Junho 2011

O cinema costumava ser uma arte autoritária — cabia à plateia assistir e, no máximo, gostar ou não. Mas uma nova tecnologia da companhia britânica Myndplay mudou essa relação: agora, “a força da mente” do espectador pode definir o final da história.

Para isso, o usuário usa uma espécie de fone de ouvido que capta e analisa suas ondas cerebrais (veja no infográfico). Dependendo do estado mental do espectador, o filme muda de rumo. “É um novo gênero, que mistura filmes e videogames. Você não escolhe só o final, mas interage com a narrativa desde o começo”, diz Tre Azam, diretor do projeto, que deu origem à Myndplay.

Por enquanto, o Myndplay não consegue analisar sentimentos complexos como alegria e tristeza, mas só o foco e o relaxamento do espectador. Ao combinar esses dois resultados, pode inferir outras emoções, como raiva, frustração e indiferença para modificar roteiros. No terror Paranormal Mynd (Mente Paranormal), se o espectador mantiver-se calmo e focado, consegue que duas meninas na trama sejam exorcizadas. Se não, elas morrem. Já o filme de ação Bullet Dodger (Desviando de Balas), que conta a história de um gângster britânico, se o usuário expressar reação de medo dos vilões, o parceiro do protagonista é baleado.

Davi Augusto

Vocês se lembram daquele filme do Batman com o Jim Carrey que ele roubava a inteligência das pessoas através de um aparelho que era colocado junto à TV? Pois é, durma com esse barulho.

Anúncios

GiFísica

Empty CD Trick Gif - Empty CD trick
see more Gifs

Quem vai tentar esse truque aí levanta mão! o/

GiFísica – Dança da Antigravidade

Antigravity Dance Party Gif - Antigravity Dance Party
see more Gifs

Piadinha…

Portugueses cientistas fizeram uma experiência com uma aranha,
para ver se eles arrancando as patas dela,ela continuaraia a
andar. Então começaram a tirar a primeira e gritaram:
– Vai Aranha!
E ela andou. Tiraram a segunda e gritaram:
– Vai aranha!
E ela andou. Tiraram a terceira e gritaram:
– Vai aranha!
E ela andou mesmo assim. Então foram tirando as patas uma a uma.
Quando ela já estava sem patas eles gritaram:
– Vai aranha!
E ela não andou, gritaram de novo:
– Vai aranha!
E ela não andou. Então colocaram no relatório o seguinte: A aranha quando arrancada suas patas ela fica surda!!!

 

destruindo o respeito construído na infância

%d bloggers like this: