Monthly Archives: Março 2011

Ah o Japão.

Essa semana eu dei um aulão em uma escola sobre a situação no Japão. Mostrei imagens, vídeos, gráficos; falei sobre terremotos, placas tectônicas, abalos sísmicos, tsunamis, porpagação de ondas, usina nuclear, Chernobyl, o acidente com Césio 137 em Goiânia; catástrofes no Brasil que acontecem todo ano. Tudo isso com o tema da catástrofe do Japão. Isso pra mim é Interdisciplinaridade. Está certo que alguns professores se mostraram resistentes à ideia, mas isso é uma outra história.

O interessante foi que um aluno levantou a mão e falou que tinha visto uma reportagem que dizia que o Japão tinha reconstruído uma rodovia destruída pelo tremor num período de 6 dias. Eu fui atrás e aqui estão as imagens.

Rodovia destruída pelo tremor de 8.9 na escala Richter
A mesma rodovia após 6 dias.

Talvez eles consigam fazer algo assim em tão pouco tempo porque o Japão é especialista em reconstruir cidades inteiras. É o que nós podemos ver na série Dragon Ball! Com certeza isso aí foi trabalho da esferas do dragão e não de pessoas competentes em cargos públicos que sabem o que estão fazendo e tem vontade de fazer seu país uma potência mundial. Sem contar que eles tem o Jaspion, os Changeman, os Falshman, o Jiraya e tantos outros que podem ter ajudado na obra!

Anúncios

Eu concordo com o da esquerda!

Eu sei que esse vídeo não tem nada a ver com a proposta do blog, mas eu tinha que colocá-lo aqui pra demonstrar o poder de argumentação sendo utilizado com tamanha habilidade e charme ao mesmo tempo.

Vai dizer que o da esquerda não tem razão?

Matemática aplicada

Rejeitada a votação da lei ficha limpa.

Seres de matéria bariônica que tem a paciência de ler o meu blog, tenho uma má notícia para vocês: parece que a Lei Ficha Limpa teve a votação rejeitada pela Ordem do dia na Câmara dos Deputados. Digo parece porque não consigo achar notícias, reportagens ou fontes quaisquer em sites de notícias. O bafafá está correndo pelos blogs que tratam do assunto por que parece que a imprensa está impedida de divulgar a notícia. Se esse é o caso, acho que estamos entrando num tempo muito obscuro. Não sou especialista em política, leis e seus tramites, mas isso me entristece muito.

Bom, a campanha fala em divulgação pelos blogs que estão pouco se lichando para essa merda de censura. Então, quem puder, divulgue isso em suas casa, escolas, rodas de buteco, de dominó, galera da pelada, cabarés, etc.

“Vamos juntos, vamos pra frente Brasil. Salve a seleção” … ops, é outro ranking!

Saiu um artigo no Joranl da ciência Online de hoje (acabei de receber por email) sobre a nova ordem científica mundial. Os EUA continuam liderando, mas essa liderança vem sendo ameaçada pela China que passou de sexto para vice líder, ocupando a posição anteriormente do Japão. Os dados são da Royal Society, a academia de ciências do reino Unido.

A classificação científica representa muito mais do que mero prestígio. Trata-se de um indicador sobre a capacidade que um país tem para competir na economia global, gerando tecnologia, produtos de alto valor e independência em áreas estratégicas. O crescimento científico brasileiro foi tão intenso que, pela primeira vez, uma cidade sul-americana entrou no mapa das 20 mais produtivas cientificamente. São Paulo é citada como um centro de pesquisa de grandeza semelhante a Nova York, Paris, Londres, Pequim e Tóquio. Vem da capital paulista uma em cada cinco pesquisas científicas do país. A liderança é resultado de décadas de investimentos.

Temos um potencial muito grande para tirar o atraso, desde que haja investimentos em educação, na formação adequada de técnicos e pesquisadores e mais recursos para a pós-graduação, que é um sucesso nacional, enumera Paulo Sérgio Beirão, diretor de Ciências Agrárias, Biológicas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). – A Unesco, em 2009, já nos colocava como o 13º do mundo em produção científica. Podemos ultrapassar outros países, como a França.

Bom, então o negócio agora é esperar até a Copa do Mundo o investimento na educação né?

%d bloggers like this: